Sporting 1-0 Farense | Leões quebram tradição nos descontos

Custou mas foi. O Sporting esteve a poucos minutos de deixar fugir dois pontos na recepção ao Farense, mas acabou por levar a melhor graças a um golo de grande penalidade apontado já nos descontos, por Andraz Sporar.

O “leão” esteve sempre por cima do emblema algarvio, mas não conseguiu traduzir isso em superioridade ofensiva até aos últimos 20 minutos. A partir daqui apagou a boa réplica visitante e atacou, mas sem criar grande perigo.

Até que um lance entre Rafael Defendi e Feddal acabou por ser decisivo. Com este desfecho, o Sporting quebra tradição indesejada e garante um Natal na liderança.

 

O jogo explicado em números

  • Tiago Tomás, no lugar de Andraz Sporar, e Nuno Mendes, na vaga de Antunes, foram as alterações promovidas por Rúben Amorim na formação leonina em relação ao jogo da jornada 9, o empate 2-2 em casa do Famalicão. E desde cedo os homens da casa pegaram na batuta do jogo.
  • No primeiro quarto-de-hora, os “leões” registaram incríveis 76% de posse de bola e criaram os lances de melhor recorte, com passes rápidos e desmarcações. Curiosamente, não somaram qualquer remate nesta fase, enquanto os algarvios conseguiram três, um deles enquadrados. Diferença grande na qualidade de passe, com o Sporting a atingir os 87% de eficácia e o Farense apenas 66%.
  • Muito bem o ex-“leão” Ryan Gauld. O escocês, que tem estado em destaque esta temporada na Liga, registava o melhor rating à passagem da hora de jogo, um 6.0, graças a duas acções com bola na área leonina (metade das registadas por todos os jogadores do Farense), um passe para finalização e dois desarmes.
  • Isto apesar de os homens da casa continuarem por cima, com 74% de posse nesta fase e já dois disparos, embora desenquadrados, com os visitantes a somarem os mesmos três e a apostaram muito no jogo directo. Ainda assim com um bom aproveitamento dos passes longos, a chegar aos 67% de eficácia. O Sporting dominava, mas não estava a salvo da estratégia contrária.
  • Gauld, nos descontos, obrigou Adán a defesa a dois tempos, em mais um bom lance do criativo, e antes do apito para o descanso, Tiago Tomás rematou à base do poste direito da baliza algarvia, num dos lances mais perigosos do desafio até então.
  • Nulo ao intervalo em Alvalade num jogo “estranho”, pelo domínio amplo e incontestável do “leão”, ao mesmo tempo que o Farense chegava ao descanso com mais remates e mais enquadrados, com seis acções com bola na área leonina, ligeiramente menos de metade das conseguidas pelo Sporting na outra extremidade do campo.
  • E o melhor em campo nesta fase era um jogador dos algarvios, e ex-“leão”, Ryan Gauld. O escocês registava um GoalPoint Rating de 6.5, fruto de três remates, dois deles enquadrados, um passe para finalização e dois desarmes.
  • O melhor dos homens da casa era João Palhinha 6.1, “rei” das acções defensivas na grande área contrária (5) e do desarme (6).
  • O Farense continuou a causar problemas no arranque do segundo tempo, chegando aos 34% de posse de bola à passagem da hora de jogo e dois remates, os mesmos do Sporting. Os lances de ataque aconteciam junto das duas balizas e só mesmo o domínio leonino na posse de bola faria antever um golo para os anfitriões e não para os visitantes.
  • Bom jogo de Neto, sólido e pragmático a construir. O central leonino era o homem mais interventivo da partida por volta dos 75 minutos, com 98 acções com bola (máximo do jogo), 93% de eficácia de passe e importantes cinco intercepções (também valor mais alto), registando também dez passes progressivos certos (saiu pouco depois). E a verdade é que tanto ele como a linha defensiva do “leão” continuavam a ter muito trabalho.
  • Até que aos 86 minutos, o árbitro assinalou grande penalidade para o Sporting, por falta de Rafael Defendi sobre Feddal, numa saída descuidada do guardião algarvio que, ainda por cima, viu segundo amarelo e respectivo vermelho. Na conversão, o recém-entrado Sporar bateu com classe e fez o 1-0, já nos descontos, ao 16º remate do “leão”, segundo apenas enquadrado. O suficiente para somar três difíceis pontos.

 

O melhor em campo GoalPoint

O escocês regressou a Alvalade para mostrar serviço. Ryan Gauld foi o melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 7.1, apesar de o seu Farense ter perdido e ter estado longe de dominar os acontecimentos.

O criativo terminou o jogo com quatro remates, dois deles enquadrados, e ainda fez dois passes para finalização, pelo que esteve envolvido em seis dois oito disparos da sua equipa. Além disso somou quatro desarmes e dois bloqueios de remate. Um jogador cada vez mais em evidência nesta equipa algarvia.

 

Jogadores em foco

  • João Palhinha 7.1 – O médio esteve em despique com Gauld pelo prémio de MVP e ficou atrás por apenas duas centésimas. Palhinha esteve em todo o lado, terminando com cinco acções defensivas na grande área contrária e incríveis oito desarmes, além de nove recuperações de posse. E ainda se integrou no ataque, terminando com quatro remates, nenhum enquadrado, três de fora da área., somando ainda quatro acções com bola na área contrária.
  • Nuno Santos 6.8 – Mais um bom jogo do extremo, que se mostrou solto, veloz e acutilante. No total foram quatro os passes para finalização que realizou, máximo da partida somando ainda três passes ofensivos valiosos e quatro cruzamentos.
  • Bura 6.2 – Pragmática. Este é o adjectivo que define a exibição do central bura. Não é muito habitual ver um central jogar 90 minutos e fazer somente 12 passes, mas o guineense fez isso mesmo e acertou-os todos. E no final contabilizava 11 acções defensivas, com destaque para três desarmes e dois bloqueios de remate.
  • Neto 6.2 – O central leonino já vinha mostrado, ao longo do jogo, muita competência e acabou mesmo por ser um dos melhores do “leão”, apesar de só ter jogado 75 minutos. Neto completou 77 de 83 passes, somou o máximo de acções com bola (99) e fez cinco intercepções, além de dez passes progressivos certos.
  • Nuno Mendes 6.1 – O ala-esquerdo regressou de lesão e reassumiu o seu lugar do lado esquerdo e, apesar de ter estado mais discreto do que o costume, realizou uma prestação positiva. Destaque para um passe para finalização, 89% de eficácia de passe, seis recuperações de posse, três acções defensivas na área contrária e outros tantos desarmes.
  • Feddal 6.0 – O central esteve no lance da grande penalidade que haveria de dar a vitória ao Sporting. Até lá destacava-se pelos 85% de eficácia de passe, os 17 passes progressivos certos (máximo do jogo) e pelos dois duelos aéreos ofensivos ganhos em quatro.

Resumo

[sc name=”assina” by=”” url=”https://goalpoint.pt/sporting-farense-liganos-202021_102405″ source=”GoalPoint” ]

PARTILHAR

RESPONDER

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

- Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está a …

Trovants, as estranhas "pedras vivas" da Roménia que intrigam moradores (e fascinam cientistas)

Costesti, uma pequena cidade na Roménia, é o lar de estranhas manifestações geológicas que intrigam os habitantes locais com a sua aparência orgânica. Estas "pedras vivas" inspiram mitos sobre a capacidade de crescerem e moverem-se …

Cientistas descobrem (acidentalmente) nova espécie de cobra que estava escondida, porém à vista de todos

Jeff Weinell, investigador no Instituto de Biodiversidade da Universidade de Kansas, descobriu que três espécies de cobras preservadas na coleção de biodiversidade, encontradas em missões entre 2006 e 2012, e ignoradas até agora, pertenciam a …

Cientistas criam mini robô que navega pelo sistema vascular cerebral

Uma equipa de cientistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), na Suíça, aproveitou a energia hidrocinética, a energia mecânica resultante do movimento de líquidos, para chegar a lugares do corpo humano sem recorrer a …

Cientistas podem ter detetado pela primeira vez o nascimento de um magnetar devido a uma colisão colossal

Há muito tempo, no Universo distante, uma enorme explosão de raios-gama libertou mais energia em meio segundo do que o Sol irá produzir durante a sua vida inteira de 10 mil milhões de anos. Depois de …

Flor com mais de 100 milhões de anos foi preservada até agora por âmbar birmanês

Um grupo de investigadores da Oregon State University identificou um novo género de uma flor do período médio do Cretáceo. Esta foi encontrada congelada no tempo por âmbar birmanês. George Poinar Jr., professor da Faculdade de …

Novo tratamento pode travar sintomas da covid-19

No Reino Unido, uma equipa de cientistas acabou de recrutar os primeiros participantes de um novo estudo de anticorpos de longa ação. Se o tratamento for eficaz, pode dar àqueles que já foram expostos ao …

Ondulações no espaço-tempo podem fornecer pistas sobre os componentes ausentes do Universo

Quase tudo encaixa na Teoria do Universo. Alguns cientistas defendem que as ondulações subtis na estrutura do espaço-tempo podem ajudar a encontrar a peça em falta. As ondas gravitacionais são ondulações no tecido do espaço-tempo que …

O fumo dos incêndios florestais esconde uma ameaça pouco conhecida: micróbios infecciosos

Este ano foi especialmente problemático no que toca a incêndios florestais. Além das inúmeras consequências já conhecidas da inalação do fumo, há mais uma ameaça até agora pouco conhecida: pode ser uma nova rota de …

Califórnia vai ter os primeiros veículos de entrega totalmente autónomos

https://vimeo.com/498001611 Quase três anos depois de ter revelado o seu veículo de entrega autónomo, a startup Nuro teve finalmente luz verde para iniciar as operações comerciais na Califórnia. Embora seja um veículo totalmente autónomo, o R2 foi …