Morreu o estilista francês Pierre Cardin

Terentiyeva / Wikimedia

O estilista francês Pierre Cardin

O estilista francês, pioneiro da democratização da alta costura que levou a moda a grandes lojas a preços acessíveis, nos anos 1950, morreu, esta terça-feira, aos 98 anos, em Paris, anunciou a família à agência France-Presse.

Filho de imigrantes italianos, Pierre Cardin tornou-se um homem de negócios mundialmente conhecido, lançando, no pós-Segunda Guerra Mundial, o conceito de prêt-a-porter de vestuário, acessível a várias bolsas.

Personalidade marcante do mundo da moda, naturalizado em França, morreu no hospital americano de Neuilly, na região de Paris.

Nascido em San Biagio de Callalta, em Veneza, a 2 de julho de 1922, os pais de Cardin emigraram, para fugir ao fascismo, para França quando tinha apenas dois anos, onde cresceu, vindo a tornar-se um costureiro de estilo futurista e uma figura histórica da moda francesa.

Deu os primeiros passos no mundo da costura em 1945, em marcas como Pasquin e Schiaparell, antes de se tornar o primeiro costureiro da Christian Dior e criar depois a sua própria casa de costura em 1950, lançando, nove anos mais tarde, uma linha de prêt-à-porter para os armazéns franceses Printemps, que causou escândalo na época.

Alheio às críticas, Pierre Cardin apostou no conceito, que se vulgarizou nos anos 1960, e o seu estilo absorveu várias influências, desde os materiais inovadores, cores e formas geométricas, vestidos inspirados na arte pop, justos ao corpo, casacos em trapézio, e fatos de homem com colarinho idêntico ao da roupa do líder chinês Mao Zedong.

Organizou desfiles de moda na China, no Japão, nos Estados Unidos e na América Latina, foi mecenas do teatro, dança e da música, criando festivais de arte no seu Espaço Cardin, em Paris, e também se dedicou ao design de móveis, hotelaria e restauração.

Embaixador honorário da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), continuou a apresentar novas coleções de moda até aos 94 anos, justificando que sentia necessidade de se “exprimir”.

Foi distinguido, ao longo da carreira, com três “Dedal de Ouro”, um galardão atribuído no seio da moda francesa até ao início dos anos 1990, e, em 2019, o Museu Brooklyn de Nova Iorque, consagrou-lhe a primeira grande retrospetiva da obra.

A sua vida também gerou controvérsia, nomeadamente com o projeto considerado faraónico para o Palácio da Luz, em Veneza, que nunca chegou a ser concretizado.

Viveu uma história de amor de quatro anos com a atriz Jeanne Moreau, e teve como companheiro o seu assistente André Oliver.

[sc name=”assina” source=”Lusa” ]
PARTILHAR

RESPONDER

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

- Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está a …

Trovants, as estranhas "pedras vivas" da Roménia que intrigam moradores (e fascinam cientistas)

Costesti, uma pequena cidade na Roménia, é o lar de estranhas manifestações geológicas que intrigam os habitantes locais com a sua aparência orgânica. Estas "pedras vivas" inspiram mitos sobre a capacidade de crescerem e moverem-se …

Cientistas descobrem (acidentalmente) nova espécie de cobra que estava escondida, porém à vista de todos

Jeff Weinell, investigador no Instituto de Biodiversidade da Universidade de Kansas, descobriu que três espécies de cobras preservadas na coleção de biodiversidade, encontradas em missões entre 2006 e 2012, e ignoradas até agora, pertenciam a …

Cientistas criam mini robô que navega pelo sistema vascular cerebral

Uma equipa de cientistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), na Suíça, aproveitou a energia hidrocinética, a energia mecânica resultante do movimento de líquidos, para chegar a lugares do corpo humano sem recorrer a …

Cientistas podem ter detetado pela primeira vez o nascimento de um magnetar devido a uma colisão colossal

Há muito tempo, no Universo distante, uma enorme explosão de raios-gama libertou mais energia em meio segundo do que o Sol irá produzir durante a sua vida inteira de 10 mil milhões de anos. Depois de …

Flor com mais de 100 milhões de anos foi preservada até agora por âmbar birmanês

Um grupo de investigadores da Oregon State University identificou um novo género de uma flor do período médio do Cretáceo. Esta foi encontrada congelada no tempo por âmbar birmanês. George Poinar Jr., professor da Faculdade de …

Novo tratamento pode travar sintomas da covid-19

No Reino Unido, uma equipa de cientistas acabou de recrutar os primeiros participantes de um novo estudo de anticorpos de longa ação. Se o tratamento for eficaz, pode dar àqueles que já foram expostos ao …

Ondulações no espaço-tempo podem fornecer pistas sobre os componentes ausentes do Universo

Quase tudo encaixa na Teoria do Universo. Alguns cientistas defendem que as ondulações subtis na estrutura do espaço-tempo podem ajudar a encontrar a peça em falta. As ondas gravitacionais são ondulações no tecido do espaço-tempo que …

O fumo dos incêndios florestais esconde uma ameaça pouco conhecida: micróbios infecciosos

Este ano foi especialmente problemático no que toca a incêndios florestais. Além das inúmeras consequências já conhecidas da inalação do fumo, há mais uma ameaça até agora pouco conhecida: pode ser uma nova rota de …

Califórnia vai ter os primeiros veículos de entrega totalmente autónomos

https://vimeo.com/498001611 Quase três anos depois de ter revelado o seu veículo de entrega autónomo, a startup Nuro teve finalmente luz verde para iniciar as operações comerciais na Califórnia. Embora seja um veículo totalmente autónomo, o R2 foi …