Irão. Líder Supremo pede punição pela morte de cientista que liderou programa nuclear

Sajed.ir / Wikimedia

Ayatollah Ali Khamenei, Líder Supremo iraniano

O líder supremo do Irão, o Ayatollah Ali Khamenei, exigiu no sábado punição pela morte do cientista Mohsen Fakhrizadeh, que liderou o programa nuclear de Teerão, enquanto a República Islâmica culpa Israel pelo assassinato.

Israel, há muito suspeito de assassinar cientistas iranianos, ainda não comentou sobre a morte de Mohsen Fakhrizadeh, que ocorreu na sexta-feira. O ataque, contudo, tem as características de uma emboscada militar cuidadosamente planeada, do tipo que aquele país já foi acusado de conduzir antes, noticiou no domingo a Time.

O ataque renovou os receios de um ataque iraniano aos Estados Unidos (EUA), o aliado mais próximo de Israel na região.

Khamenei – que considerou Fakhrizadeh “o cientista nuclear mais proeminente e distinto do país” -, a quem pertence a palavra final em todas as questões de Estado, disse que a primeira prioridade do Irão é “a punição definitiva dos perpetradores e daqueles que ordenaram” o assassinato, sem entrar em detalhes.

Já o Presidente do Irão, Hassan Rouhani, culpou Israel pelo ocorrido. “Responderemos ao assassinato do mártir Fakhrizadeh no momento adequado”, indicou. “A nação iraniana é mais inteligente do que cair na armadilha dos sionistas. Eles estão a tentar criar o caos”, acrescentou ainda.

Tanto Rouhani quanto Khamenei afirmaram que a morte de Fakhrizadeh não interromperia o programa nuclear. Neste, o Irão tem vindo a enriquecer um estoque crescente de urânio, com pureza de 4,5%, após o acordo nuclear do qual fazia parte ter colapsado com a saída dos EUA, em 2018.

rouhani.ir

O presidente do Irão, Hassan Rohani (Rouhani)

Embora esse nível esteja muito abaixo dos 90% necessários para construir armas, os especialistas avisam que o Irão tem agora urânio suficiente para, pelo menos, duas bombas atómicas.

Fakhrizadeh liderou o programa iraniano AMAD, que Israel e o Ocidente alegaram ser uma operação militar que buscava a viabilizar a construção de uma arma nuclear. A Agência Internacional de Energia Atómica afirma que o programa terminou em 2003, com o país a afirmar que este é pacífico.

O ataque de sexta-feira aconteceu em Absard, uma vila a leste da capital, considerada um refúgio para a elite do país. A televisão estatal iraniana noticiou que um camião com explosivos escondidos sob um carregamento de madeira explodiu perto do veículo que transportava Fakhrizadeh.

Quando o veículo de Fakhrizadeh parou, cinco homens armados apareceram no local e dispararam, avançou a agência de notícias semi-oficial Tasnim. A precisão do ataque levou à suspeita de envolvimento do Mossad, o serviço de inteligência de Israel.

A media estatal apenas relatou a morte de Fakhrizadeh, mas uma declaração da União Europeia, divulgada no sábado, apontou para a morte de “um funcionário do governo iraniano e de vários civis”.

Em Teerão, um pequeno grupo de manifestantes queimou imagens de Donald Trump e do Presidente eleito Joe Biden. Este último disse que vai considerar voltar para o acordo nuclear com Teerão.

[sc name=”assina” by=”ZAP”]
PARTILHAR

RESPONDER

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

- Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está a …

Trovants, as estranhas "pedras vivas" da Roménia que intrigam moradores (e fascinam cientistas)

Costesti, uma pequena cidade na Roménia, é o lar de estranhas manifestações geológicas que intrigam os habitantes locais com a sua aparência orgânica. Estas "pedras vivas" inspiram mitos sobre a capacidade de crescerem e moverem-se …

Cientistas descobrem (acidentalmente) nova espécie de cobra que estava escondida, porém à vista de todos

Jeff Weinell, investigador no Instituto de Biodiversidade da Universidade de Kansas, descobriu que três espécies de cobras preservadas na coleção de biodiversidade, encontradas em missões entre 2006 e 2012, e ignoradas até agora, pertenciam a …

Cientistas criam mini robô que navega pelo sistema vascular cerebral

Uma equipa de cientistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), na Suíça, aproveitou a energia hidrocinética, a energia mecânica resultante do movimento de líquidos, para chegar a lugares do corpo humano sem recorrer a …

Cientistas podem ter detetado pela primeira vez o nascimento de um magnetar devido a uma colisão colossal

Há muito tempo, no Universo distante, uma enorme explosão de raios-gama libertou mais energia em meio segundo do que o Sol irá produzir durante a sua vida inteira de 10 mil milhões de anos. Depois de …

Flor com mais de 100 milhões de anos foi preservada até agora por âmbar birmanês

Um grupo de investigadores da Oregon State University identificou um novo género de uma flor do período médio do Cretáceo. Esta foi encontrada congelada no tempo por âmbar birmanês. George Poinar Jr., professor da Faculdade de …

Novo tratamento pode travar sintomas da covid-19

No Reino Unido, uma equipa de cientistas acabou de recrutar os primeiros participantes de um novo estudo de anticorpos de longa ação. Se o tratamento for eficaz, pode dar àqueles que já foram expostos ao …

Ondulações no espaço-tempo podem fornecer pistas sobre os componentes ausentes do Universo

Quase tudo encaixa na Teoria do Universo. Alguns cientistas defendem que as ondulações subtis na estrutura do espaço-tempo podem ajudar a encontrar a peça em falta. As ondas gravitacionais são ondulações no tecido do espaço-tempo que …

O fumo dos incêndios florestais esconde uma ameaça pouco conhecida: micróbios infecciosos

Este ano foi especialmente problemático no que toca a incêndios florestais. Além das inúmeras consequências já conhecidas da inalação do fumo, há mais uma ameaça até agora pouco conhecida: pode ser uma nova rota de …

Califórnia vai ter os primeiros veículos de entrega totalmente autónomos

https://vimeo.com/498001611 Quase três anos depois de ter revelado o seu veículo de entrega autónomo, a startup Nuro teve finalmente luz verde para iniciar as operações comerciais na Califórnia. Embora seja um veículo totalmente autónomo, o R2 foi …