Disney World adicionava máscaras digitais às fotos de visitantes que não as estavam a usar

Tony Townsend / Facebook (dr)

A ideia é no mínimo caricata, mas não agradou a todos os utilizadores do parque temático. A denúncia da situação acabou por ser feita por um visitante, mas entretanto a Disney já veio dizer que interrompeu esta prática.

Desde que a pandemia de covid-19 eclodiu no mundo, são muitas as formas que se têm arranjado para fazer com que a população cumpra o distanciamento social, e também as regras de higiene recomendadas. Contudo, alguns destes métodos podem não corresponder ao que é aconselhado pelas autoridades de saúde. Terá sido esse o caso da Disney Word.

O parque temático optou por fazer com que os seus visitantes usassem máscara de uma forma bastante diferente do habitual. O facto dos parques da Disney World serem inflexíveis no que diz respeito ao uso da máscara dentro dos seus recintos, fez com que se munissem de alguma criatividade tecnológica e colocassem máscaras digitais na cara de visitantes que as retiravam durante o uso dos divertimentos.

Toda a gente conhece as famosas fotos tiradas durante o passeio num divertimento de um parque temático, porém, na era covid, a Disney teve que as adaptar. A aplicação de mascaras digitais surgiu devido à regra de que se alguém não estivesse a usar uma máscara durante o passeio, nem essa pessoa nem qualquer outro visitante presente na foto conseguiria fazer o download da mesma na aplicação da Disney (nem imprimi-la).

O facto é que bastava uma pessoa não estar a usar máscara, que todas as outras também ficavam condicionadas no acesso às fotos. A solução da Disney foi então começar a colocar máscaras digitalmente.

No entanto, esta ideia não agradou a todos os visitantes.

Tony Townsend, que esteve presente no parque, denunciou a situação através do Facebook, onde publicou uma imagem na qual foi feita uma alteração digital, e onde o parque de diversões adicionou máscaras a pessoas que não as tinham colocadas.

A imagem mostra uma mulher no banco de trás com uma máscara facial digitalizada de grandes dimensões.

Perante o controverso acontecimento, a Disney referiu ao WDW News Today, através de um comunicado, que neste momento a prática já foi interrompida e que tudo se tratou apenas de “um teste”.

“Em resposta às solicitações dos visitantes, testamos a modificação de algumas fotos no momento em que estavam a utilizar um dos divertimentos. Não estamos mais a realizar esta prática, mas continuamos a pedir aos nossos clientes que usem máscaras, exceto quando estão a comer ou quando estão a beber”, disse o comunicado.

O que ainda não está claro é se a Disney vai continuar com a sua rígida política de fotos, onde não permite que ninguém presente na foto tenha acesso a esta, caso algum dos visitantes não esteja a usar máscara.

[sc name=”assina” by=”AMM” source=”ZAP” ]
PARTILHAR

RESPONDER

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

- Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está a …

Trovants, as estranhas "pedras vivas" da Roménia que intrigam moradores (e fascinam cientistas)

Costesti, uma pequena cidade na Roménia, é o lar de estranhas manifestações geológicas que intrigam os habitantes locais com a sua aparência orgânica. Estas "pedras vivas" inspiram mitos sobre a capacidade de crescerem e moverem-se …

Cientistas descobrem (acidentalmente) nova espécie de cobra que estava escondida, porém à vista de todos

Jeff Weinell, investigador no Instituto de Biodiversidade da Universidade de Kansas, descobriu que três espécies de cobras preservadas na coleção de biodiversidade, encontradas em missões entre 2006 e 2012, e ignoradas até agora, pertenciam a …

Cientistas criam mini robô que navega pelo sistema vascular cerebral

Uma equipa de cientistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), na Suíça, aproveitou a energia hidrocinética, a energia mecânica resultante do movimento de líquidos, para chegar a lugares do corpo humano sem recorrer a …

Cientistas podem ter detetado pela primeira vez o nascimento de um magnetar devido a uma colisão colossal

Há muito tempo, no Universo distante, uma enorme explosão de raios-gama libertou mais energia em meio segundo do que o Sol irá produzir durante a sua vida inteira de 10 mil milhões de anos. Depois de …

Flor com mais de 100 milhões de anos foi preservada até agora por âmbar birmanês

Um grupo de investigadores da Oregon State University identificou um novo género de uma flor do período médio do Cretáceo. Esta foi encontrada congelada no tempo por âmbar birmanês. George Poinar Jr., professor da Faculdade de …

Novo tratamento pode travar sintomas da covid-19

No Reino Unido, uma equipa de cientistas acabou de recrutar os primeiros participantes de um novo estudo de anticorpos de longa ação. Se o tratamento for eficaz, pode dar àqueles que já foram expostos ao …

Ondulações no espaço-tempo podem fornecer pistas sobre os componentes ausentes do Universo

Quase tudo encaixa na Teoria do Universo. Alguns cientistas defendem que as ondulações subtis na estrutura do espaço-tempo podem ajudar a encontrar a peça em falta. As ondas gravitacionais são ondulações no tecido do espaço-tempo que …

O fumo dos incêndios florestais esconde uma ameaça pouco conhecida: micróbios infecciosos

Este ano foi especialmente problemático no que toca a incêndios florestais. Além das inúmeras consequências já conhecidas da inalação do fumo, há mais uma ameaça até agora pouco conhecida: pode ser uma nova rota de …

Califórnia vai ter os primeiros veículos de entrega totalmente autónomos

https://vimeo.com/498001611 Quase três anos depois de ter revelado o seu veículo de entrega autónomo, a startup Nuro teve finalmente luz verde para iniciar as operações comerciais na Califórnia. Embora seja um veículo totalmente autónomo, o R2 foi …